Nodos Lunares

Como o próprio termo remete, os Nodos se relacionam intimamente com a lua, que em um Mapa Natal trata dos nossos hábitos, intuição e necessidades emocionais. Estudos antigos revelam que os movimentos dos nodos afetam de maneira significativa a nossa jornada de vida.

O Eixo Nodal forma uma oposição, mas isso não significa que um lado é mais relevante que o outro, afinal, o objetivo de toda oposição é a síntese e o equilíbrio, não o abandono total de um lado em detrimento do outro. Vale ressaltar ainda que a interpretação dos Nodos não é mais importante que o Mapa Natal, mas sim um complemento muito relevante.

O Nodo Norte (ou “Cabeça do Dragão”) simboliza o que você precisa desenvolver nesta vida para encontrar o equilíbrio em sua jornada. Está conectado ao futuro, a novas possibilidades, tomada de riscos, potencial criativo e livre arbítrio. Assim que adentramos as incertezas de seu reino, as coisas começam a fluir e tudo começa a se encaixar, atraindo uma constante sensação de estarmos no caminho certo. Trata dos caminhos e desafios da sua atual existência, das características que você precisa evoluir e que trazem oportunidades, das atitudes que você também precisa adotar, das áreas que você precisa explorar. É um guia que mostra o seu destino pessoal e caminho evolutivo.

O Nodo Sul (ou “Cauda do Dragão”), está ligado ao passado, às conquistas já efetivadas e ao carma pessoal, no sentido de consequências e de colher o que a gente planta. É onde funcionamos no piloto automático e temos um pouco mais de dificuldades para se desgarrar. Nos lembra de que ainda há coisas que precisamos resolver se quisermos progredir em nossa jornada e mostra os temas arquetípicos mais predominantes em você, estando ligado à sua herança espiritual, ao que você já tem evoluído, a algumas características que você já domina, as áreas da vida que já tem experiência, a alguns dos seus hábitos mais frequentes e que lhe são confortáveis ou naturais. É parte da sua zona de conforto e demonstra alguns dos seus comportamentos e tendências mais inconscientes, lidando com talentos, habilidades, vícios e apegos. Significa o que você pode “ter demais” e mostra os recursos que devem ser utilizados como agregadores, sendo os meios, não os fins.

Precisamos sempre nos reconciliar com nosso passado para nos tornarmos inteiros e viver com um propósito mais bem definido. Uma tentação comum é pensar que o Nodo Sul deve ficar onde pertence (no passado) e que devemos nos concentrar exclusivamente em nosso Nodo Norte. Embora seja verdade que o Nodo Norte represente uma direção a qual devemos seguir, não devemos aplicar importância somente a ele.
Quando nos concentramos demais no Nodo Norte sem considerarmos o Nodo Sul, a tendência é nunca ficarmos satisfeitos. O Nodo Norte deve nos impulsionar, mas não deve gerar compulsão e nos fazer esquecer de onde viemos. Devemos transformar os opostos em aliados e extrair o que ambos têm de melhor, pois ambos são necessários em nossa vivência. Quando equilibrado, o Eixo Nodal agrega bastante à dinâmica do nosso Mapa Natal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: